Óleo essencial Alfazema-brava (Lavandula latifolia)

Physalis

Propriedades

A alfazema-brava contém cânfora e eucaliptol, o que faz com que o seu perfume se situe entre o da alfazema verdadeira e o do alecrim. Aplicado em massagem relaxa os músculos e a inalação dos seus vapores acalma o trato respiratório. O seu odor repele insetos, e em especial as moscas.

 

Utilização

Origem: França

Parte da planta: flores

Extração: destilação

Quimiotipo: linalol, 1,8-cineol, cânfora.

 

Composição

Via oral: 1 a 2 gotas, 2 x por dia. A diluir numa colher de chá de mel ou numa chávena de chá.

Via cutânea: massagem, banho: 5 a 10 gotas em 10 ml de óleo vegetal.

Difusão: 5 a 10 gotas, de acordo com a sua preferência ou, dependendo do tamanho da sala.

Inalação vias respiratórias: Eucalipto radiata OE – 3 gts Alfazema-brava OE – 2 gts Adicionar a um recipiente contendo água a ferver. Inalar os vapores durante 5 a 10 minutos.

 

Advertências

Contém naturalmente linalol, d-limoneno, cumarinas.

 

Conteúdo

10 ml